livro
 
poesias
     + poesias
 
contos
     + contos
 
frases
 
diversos
     + diversos
 

AS ARMAS

Dia 23 deste mês haverá um referendo. Teremos que responder se a venda de armas e munições deve ou não ser proibida.
Se a proibição for aprovada o cidadão honesto, que quiser ter uma arma estará impedido. O bandido não. Este continuará com a mesma facilidade para adquirir armas. Somente os organizadores do referendo duvidam disto. Portanto vai continuar como está, para o bandido e, o cidadão honesto com mais dificuldade para se defender.
Não vi publicada ou divulgada nenhuma estatística honesta. Nenhuma dizendo a porcentagem de homicídios ocorridos, que não foram praticados por bandidos e com armas devidamente registradas e cadastradas.
A meu ver, este referendo é dinheiro do povo jogado fora, principalmente se olharmos para o fato de que o lar é, supostamente, inviolável e, o último refúgio que deveria ser tranqüilo do cidadão honesto. Ninguém tem o direito, nem o governo, de dizer se o cidadão pode ou não ter em seu lar uma arma defensiva.
Enfim, é mais fácil desarmar pessoas de bem que bandidos, então, as autoridades partem para o mais fácil. Para mim este referendo é, como se diz popularmente, falta do que fazer, portanto, uma irresponsabilidade.

out 05

 

página inicial | biografia | obras | escritos | contato
© Todos os direitos reservados | depas@depas.com.br