livro
 
poesias
     + poesias
 
contos
     + contos
 
frases
 
diversos
     + diversos
 

DIA-TURNO-MENTE

Da vida de um cidadão que acorda muito cedo e volta tarde,
tendo que tomar uma ou mais conduções para ir ao serviço.


Da madrugada profunda
À madrugada despertando,
Um sono pesado que cede.
	A realidade espera:
	Um ponto, um aperto, uma parada.
	Outro ponto, aperto, parada.
Ponto, pronto, alívio.
	Apronto, suor e tensão.
Inflação, sindicato, patrão,
Tensão.
	Ponto, despronto.
Dia cansado, a noite esperta.
	Repete: ponto, aperto, parada,
	Ponto, aperto, parada.
Cachaça.
	Casa, mulher e rango.
	Crianças dormindo.

1987
Esta poesia faz parte do livro DP de 58 a 92
 

página inicial | biografia | obras | escritos | contato
© Todos os direitos reservados | depas@depas.com.br