livro
 
poesias
     + poesias
 
contos
     + contos
 
frases
 
diversos
     + diversos
 

SECA

O caboclo tem vontade da revolta contra a seca,
mas lhe ensinaram que é a vontade de Deus,
e ele tem medo.


O ar geme,
Chora e implora.
A língua enrola,
Na poeira embola.
O cheiro do úmido
Já não tem memória.
A preguiça embutida na indolência
É a repressão da revolta,
Um ódio pecado,
Ira contra o mundo,
Contra deus.
Mas a reza tudo encobre
No confuso sentimento de perdão,
Que não sabe se vale a pena.

1987
Esta poesia faz parte do livro DP de 58 a 92
 

página inicial | biografia | obras | escritos | contato
© Todos os direitos reservados | depas@depas.com.br