livro
 
poesias
     + poesias
 
contos
     + contos
 
frases
 
diversos
     + diversos
 

PARAÍSO, PURGATÓRIO E INFERNO

O preço pra entrar no céu.

Foi festa. É festa,
No céu, do céu.
	Comeu e bebeu, ou comeu.
Alerta, alerta.
Sem indulgência não entra.
	Evitem cambistas.
Três ambientes:
- Sala tranqüila, boate, bate saco.
Tranqüilidade só com paletó,
Gravata e muita grana.
- Boate, traje esporte,
Preços módicos.
- Bate-saco, é na ginga, no porrete. À vontade.
Entrada cinco santinhos.
A garrafa de pinga
Com direito a camisinha.
Aleluia, aleluia.

(No céu também não existe igualdade.)

1990
Esta poesia faz parte do livro DP de 58 a 92
 

página inicial | biografia | obras | escritos | contato
© Todos os direitos reservados | depas@depas.com.br