livro
 
poesias
     + poesias
 
contos
     + contos
 
frases
 
diversos
     + diversos
 

BOLINHA DE GUDE

Uma brincadeira com o jogo de bolinha.


A gravidade atrai,
o cálculo deve ser perfeito.
Oh! Sorte, ajudai-me.
Concentrado, com jeito, capricho.
Parte veloz, com efeito,
girando em torno do eixo.
Deslizando sobre a terra
vai certeira.
Estou sem sorte, está visto,
que triste imprevisto.
Uma saúva descuidada, foi atropelada,
tirando a trajetória
que ia ficar na história.
Agora nada resta,
como honesto, na certa
pago a dívida.
Perco uma bolinha.

1959

 

página inicial | biografia | obras | escritos | contato
© Todos os direitos reservados | depas@depas.com.br