livro
 
poesias
     + poesias
 
contos
     + contos
 
frases
 
diversos
     + diversos
 

FIGURA IMPOLUTA

Escrito num boteco


Era uma figura impoluta
No sentido amplo.
Sentou-se.
Quedou-se.
Observou.
Não sei se entendia,
Parece que tudo não era de seu tempo.
Música alta, jovens se beijando.
Muito mais escandaloso que,
Aquele que dava escondido na namorada.
Mas, lá naqueles tempos.
Olha,
Escuta, observa.
Acho que nada entende.
Retira-se em silencio.
Não acho que sente ódio, nem amor,
Saudades ou esperanças.
Retira-se em silencio.
Parece-me que vejo,
Um morto vivo.

 

página inicial | biografia | obras | escritos | contato
© Todos os direitos reservados | depas@depas.com.br