livro
 
poesias
     + poesias
 
contos
     + contos
 
frases
 
diversos
     + diversos
 

NOVA LINHA

Estava com um pequeno bloco de rascunho na mão,
repondo hora de serviço no DER Araraquara,
quando saiu isso.



Uma linha
na entrelinha
que desliza
de mão em mão.
Não, não.
Uma fuga a espiral.
Por ali não tem
coragem de quem vem
porque sim.
Sim, sim.
Não vá, venha
não releia, é por mais lenha
no Dante apagado.
Por um gesso sem jeito.
Até lá em cima
ou lá embaixo.
A migalha no chão,
a vela ao mar
não se encontram.
não vão e nem vem.
Não comente, venha.

1969

 

página inicial | biografia | obras | escritos | contato
© Todos os direitos reservados | depas@depas.com.br